Buscar

Alzheimer no PC? Não com memórias DDR5 de 8400MHz da parceria Adata, Gigabyte e MSI!

Os módulos DDR5 de 8400MHz são esperados para os processadores Intel Alder Lake.

Imagem: Adata


Para garantir que os módulos de memória RAM DDR5 atinjam descomunais 8400MHz de transferência de dados, Adata, Gigabyte e MSI estão em parceria para que os módulos cheguem aos processadores Intel Alder Laker.


A Adata disse nesta quarta-feira que estão testando módulos de 64GB e 8400MHz DDR5 na última plataforma da Intel para consumidores, provavelmente a geração Alder Lake de processadores Intel, com núcleos de alta performance "Golden Cove" e núcleos de eficiência energética "Grace Mont", ambos na arquitetura de transistores de 10nm e x86.


As memórias DDR5 prometem um aumento massivo de desempenho quando comparadas às DDR4 graças ao aumento de taxa de transferência de dados e de eficiência. Quando as especificações do DDR5 foram publicadas no meio de 2020, era esperado que os primeiros módulos para desktops atingissem a marca dos 4800 ou 5200MHz, onde o padrão, eventualmente, atingiria os 8400MHz. Acabou que atingimos este marco logo na primeira geração DDR5!

Recorde atual em DDR4 é de 6666MHz, atingido usando módulos da G.Skill

Memórias DDR5 suportam várias tecnologias que disponibilizam altas taxas de transferência, escalonamento de longo termo de I/O e alta eficiência energética, incluindo correção de erro único (Single Error Correction - SEC) ECC no próprio die, DFE (Decision Feedback Equalizer) para eliminar o ruído em altas frequências, training melhorado, e dois canais I/O independentes de 32 e 40 bits por módulo. A Micron chegou a estimar que o DDR5 poderia ser de 28% a 36% mais eficiente que o DDR4 nas mesmas velocidades de I/O.


A décima segunda geração da Intel "Alder Lake" com processadores baseados na microarquitetura "Golden Cove" prometem um IPC (Instructions Per Cycle) ainda maior comparando com a "Willow Cove" (os 10nm que nunca chegaram) e "Cypress Cove" (10nm que regrediram para os 14nm e se tornaram a 11ª Gen). Usar módulos DDR5-8400 com tais CPUs melhoraria ainda mais o desempenho final graças ao pico maior de largura de banda e eficiência melhorada, dando uma vantagem competitiva em cima das plataformas DDR4.


Ansioso pela chegada do DDR5? Conta pra gente, porque nós estamos, inclusive por uma resposta à altura da AMD também. Afinal, maior competitividade entre as fabricantes significa melhoras pro consumidor!


"Auuuuu!"



72 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo